sexta-feira, 16 de junho de 2017

Doce para a festa junina: Brownie de Café com Paçoca


Festa junina boa é aquela recheada de quitutes gostosos. Pensando nisso, para garantir o sucesso do “arraiá” e a satisfação dos convidados, a Melitta sugere o Brownie de café com paçoca, um doce que sai do óbvio e entrega o máximo prazer do café. Além disso, é uma receita fácil de fazer.

Confira o passo a passo neste link

COMO ACALMAR CACHORRO MUITO AGITADO

Você já viu um cachorro que mesmo em um momento de muita excitação se manteve calmo e paciente? É provável que tenha visto muito mais cachorros muito agitados, que não conseguem controlar seus impulsos, que parecem não conseguir controlar a excitação.
As vezes essa falta de controle em situações de agitação pode se tornar um problema comportamental bem difícil de reverter. Perseguir carros e motos, pular para cumprimentar pessoas, latir para todos os cachorros da rua.
E será que um cachorro muito agitado pode aprender a controlar essa agitação? SIM! E nós vamos te explicar como fazer isso. Antes de tudo é importante lembrar que o que você faz logo depois do comportamento vai fazer fazer com que esse comportamento se repita ou não no futuro.

Todos os tipos de consequências influenciam o desenvolvimento do controle de impulsos, pra bem ou pra mal. Felizmente a maioria dos cachorros podem aprender a ser mais calmos e controlados através da interação com humanos, outros cachorros e através de brincadeiras.
Encontre profissionais para melhorar o comportamento do seu cachorro
Relaxar é importante!
A maioria dos cachorros muito agitados não entendem que relaxar é uma opção. Ensinar para eles, principalmente quando filhotes, que sentar e permanecer calmo é um comportamento pelo qual ele vai ser recompensado com algo muito bom, é o primeiro passo da nossa jornada.

Leia matéria completa no Saúde Lazer

sábado, 10 de junho de 2017

Candidíase intestinal - infecção por fungos que pode ser fatal

A candidíase intestinal trata-se de uma infecção fúngica. As partes mais afetadas são os órgãos genitais, cavidade oral e intestino. Os sintomas são difíceis de serem identificados, e muita das vezes estão relacionadas com outras doenças e condições no corpo. Contudo, a causa é decorrente do aumento da população do fungo, que começa a liberar toxinas, comprometendo o funcionamento do sistema digestivo e outros sintomas não diretamente relacionados, como a acne, queda de cabelo, dor nas juntas, dor de cabeça, cansaço excessivo, tontura, depressão, ansiedade e entre outros.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Como saber se o meu filho está usando drogas?

Psicóloga aponta os típicos disfarces do uso de entorpecentes na adolescência
A falta de conhecimento dos pais em torno do ritual e apetrechos utilizados para o uso de drogas faz com que a descoberta ocorra tardiamente, na maioria das vezes. Diante dos diversos casos atendidos em clínicas, nota-se que essa descoberta só acontece de 3 a 4 anos após o início do uso pelos jovens. A psicóloga Ana Café, especializada na prevenção do uso de drogas pela Faculdade Federal de Santa Catarina, dá dicas para os pais observarem comportamentos que possam identificar o uso de drogas na família.

Disfarces
• Tenta aparentar normalidade;
• Permanece fora de casa de 2 a 3 horas até o efeito da droga passar;
• Evita encontrar os pais;
• Desvia o olhar, não olha nos olhos;
• Dorme fora de casa para não levantar suspeitas;
• Telefonemas incompreensíveis, tudo é falado em gíria;
• Boca seca ou saliva bastante espumosa no canto da boca;
• Ponta dos dedos amarelados e queimados;
• Ventiladores e janelas abertas para camuflar cheiros;
• Tapam as frestas das portas e colocam pano na soleira;
• Utilizam odores fortes para camuflar o cheiro: perfumes, desodorantes,  spray e produtos de limpeza, acendem  incensos ou enchem o ar com fumaça de cigarro;
• Ataques à geladeira, depois dormem pesadamente;
• Distorção do senso de tempo e espaço;
• Geralmente o uso moderado de cocaína e outras drogas costumam passar despercebidos, pois os sintomas são menos exuberantes que os da maconha;
• O efeito da cocaína pode muita vezes ser confundido com o da bebida – importante checar o hálito.

Leia matéria completa no link: Como saber se o meu filho está usando drogas

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Tontura em crianças pode ser alerta de doenças graves


Segundo Dra. Marcia Kii, Otorrinolaringologia do Instituto Ganz Sanchez, o cansaço inexplicável, agitação, dificuldade de concentração, mudança súbita de comportamento e perturbações do sono são sintomas comuns em crianças que apresentam tontura

A tontura é qualquer sensação de alteração no equilíbrio corporal. São vários os tipos de tontura, sendo a do tipo rotatória e denominada como vertigem a mais comum. Neste tipo, a criança sente o ambiente girar ao seu redor ou tem a sensação de seu corpo estar rodando.A tontura em crianças ocorre com mais frequência do que se imagina e chega a oscilar em 15%, segundo estudos da Universidades Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), em crianças em idade escolar. Porém, para a Dra. Marcia Kii, Otorrinolaringologia do Instituto Ganz Sanchez, essa incidência pode ser maior. “Como ocorre a dificuldade no reconhecimento do sintoma pois as crianças costumeiramente não relatam como tontura e sim como dor de cabeça e dor de barriga. Existe também a dificuldade na identificação pelos pais, pediatras, neurologistas e otorrinolaringologistas, o que sugestiona que esse índice tende a ser superior”, detalha a médica.

Leia matéria completa em Tontura em crianças pode ser alerta de doenças graves

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Dor na sola do pé pode ser sintoma de Fascite Plantar

 Uma nova modalidade de esporte cresce pelas ruas da cidade: a corrida de rua. Para quem pratica , os pés podem ser foco de lesões devido à natureza da atividade física. E um dos problemas mais comuns nessa parte do corpo é a fascite plantar. Ela é sentida através de uma fisgada na planta do pé, que aparece porque a área tem uma curvatura natural e precisa se acomodar ao solo. Ou seja, essa tensão acaba sobrecarregando suas estruturas. O excesso de uso pode gerar inflamação, dor e rigidez na região.

Leia matéria completa no  link: http://www.saudelazer.com/noticias-comentarios.php?uid=20470

quinta-feira, 11 de maio de 2017

O chiado da ansiedade

Livrar-se do chiado de uma TV é fácil. Há controles remotos eficazes. Problema resolvido. Já livrar-se do chiado da ansiedade requer alguns passos. É preciso compreendê-los e ter persistência. E para essa persistência, dou o nome de 99 suspiros.
Tempo atrás, na época dos aparelhos de TV em forma de caixão, pessoas iam dormir com a TV ligada. Era comum despertarem na madrugada escutando um chiado. Abrindo os olhos, via-se um chuvisqueiro cinza na tela. Fechavam os olhos para dormir de novo, mas o chiado não deixava. Era preciso desligar o aparelho.

Saiba mais no link Revista Saúde & Lazer - Notícia na íntegra